terça-feira, 5 de julho de 2011

A notável ascensão do "Figo das Caxinas"

Fábio Coentrão, o "Figo das Caxinas", produto das escolas do Rio Ave, vai agora fazer o corredor esquerdo do Real Madrid, a troco de 30 milhões de euros, o valor da cláusula de rescisão de contrato que mantinha com o Benfica.
Nascido naquela localidade pesqueira vila-condense, Fábio Coentrão começou a dar nas vistas em 2004, ano em que entrou no plantel sénior do Rio Ave, com apenas 16 anos, idade precoce que não o impediu de disputar três jogos no escalão principal.
Na época 2006/2007 "explodiu" definitivamente no plantel vila-condense, sendo mesmo eleito revelação do ano nessa temporada da Liga de Honra, numa altura em que as comparações se alargavam a Cristiano Ronaldo, Ricardo Quaresma ou o holandês Arjen Robben, como chegou a escrever a revista inglesa "World Soccer".
O prémio pessoal no segundo escalão despertou definitivamente a cobiça de Sporting e Benfica, com o clubel da Luz a ganhar a corrida aos leões e a contratar Fábio Coentrão em julho de 2007.
No entanto, a entrada no Benfica não deu resultados e, em janeiro de 2008, foi emprestado ao Nacional, onde voltou a ser falado quando marcou dois golos no Dragão na surpreendente vitória por 3-0 sobre o FC Porto.
No defeso foi emprestado aos espanhóis do Saragoça, clube que tinha acabado de descer à 2.ª divisão e vendido o argentino Pablo Aimar ao Benfica.
A primeira e, até agora, única experiência no estrangeiro também não correu bem, com Fábio Coentrão a regressar a Portugal em janeiro de 2009 e ao "seu" Rio Ave.
A entrada de Jorge Jesus no comando técnico do Benfica, em 2009/10, deu um novo fôlego à carreira do "Figo de Caxinas", com o técnico do Benfica a adaptar com sucesso Fábio Coentrão à posição de defesa-esquerdo.
O jogador vila-condense cumpriu a sua melhor época de sempre e foi um dos maiores obreiros do último título conquistado pelo Benfica, antes de assumir em definitivo um lugar no onze da Seleção Portuguesa no Mundial'2010, abrindo o apetite aos gigantes europeus.
A última época não resultou no mesmo troféu (o Benfica conquistou apenas a Taça da Liga), mas Fábio Coentrão terá sido um dos melhores das águias ao longo do ano futebolístico.
O trajeto foi agora premiado por nova incursão a Espanha, mas agora ao serviço de um dos maiores clubes do Mundo e sob orientação do português José Mourinho, quando já se falava num eventual interesse do Chelsea, de André Villas-Boas.
Fonte: Record

1 comentário:

  1. Que GRANDE NEGÓCIO !!!
    Boa Sorte Fábio !!

    Abraço, slblg.blogspot.com

    ResponderEliminar