quarta-feira, 8 de junho de 2011

Clube não perdoa declarações de Coentrão

Águias instauram processo disciplinar ao esquerdino. Ponderam fazer queixa contra o Real na FIFA. Jogador sente-se pressionado.

Fábio Coentrão vai ter de responder a um processo disciplinar instaurado pelo Benfica, depois de uma entrevista ao jornal espanhol As, na qual assumiu que deixou de falar com Luís Filipe Vieira e reafirmou a vontade de transferir-se para o Real Madrid. Os encarnados ponderam, também, apresentar uma queixa na FIFA contra o clube espanhol, por assédio a um jogador que tem contrato até 2016.

A mais do que provável transferência de Fábio Coentrão para o Real Madrid conheceu, ontem, mais alguns episódios - os encarnados, em comunicado publicado na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, esclareceram que desconhecem «qualquer proposta [...] por parte de algum clube, sociedade, empresário ou qualquer intermediário relativamente à aquisição dos direitos desportivos de Fábio Coentrão», mas foi a entrevista ao jornal As que desencadeou uma tomada de posição forte.

As declarações de Fábio Coentrão causaram mal-estar na Luz. É verdade que o lateral-esquerdo já tinha confessado o desejo de rumar a Madrid, mas não tinha avançado tanto, nem deixado a porta aberta à conclusão de que está em choque com o Benfica. Agora, por ter desrespeitado o regulamento interno, que impede os jogadores de concederem entrevistas sem autorização, deverá ter de pagar uma multa, depois de aberto um processo disciplinar.

E as consequências dos últimos capítulos podem não ficar pelo acção disciplinar contra Coentrão. O Benfica está a considerar a apresentação de uma queixa na FIFA contra o Real Madrid, por assédio indevido e não autorizado ao lateral-esquerdo.





Fonte: A Bola

Sem comentários:

Enviar um comentário